VER & APRENDER - Baile para a Infância

As ruas da cidade de Évora serviram de espaço de encontro para estes três músicos, como quem procura alguém para dançar no baile e, a convite da PédeXumbo, encontraram o compasso certo para a criação de um novo baile para a infância, com Sérgio Galante nos cordofones, Filipa Jaques na voz e eletrónica e Mariana Correia na voz, violoncelo e adufe. Vamos ouvir novas sonoridades a partir de um cancioneiro tradicional, com inspiração por cá e para lá das suas fronteiras físicas e imaginárias.

Neste baile-concerto para pais e filhos tudo pode acontecer: a erva-cidreira subirá o rio em direção ao mar e os peixinhos atravessarão o mar como um pássaro, num universo onde todos cabemos e podemos dançar juntos.

Ficha técnica:
Criação: Filipa Jaques, Mariana Correia e Sérgio Galante |Produção: PédeXumbo

(Foto: Gonçalo Pola)

 

29 de janeiro, 10h30- Sessão para Famílias

30 de janeiro,10h30 e 15h00- Sessões para Escolas/JI

Salão Nobre do TGR – M/12

informações e reservas:
(+351) 266 703 112 / geral@cendrev.com / www.bol.pt
Bilhete: 8€ (descontos para estudantes, seniores, famílias e grupos)


O Lago dos Cisnes - Cirque Chorègraphié

À música de Tchaikovsky, O Lago dos Cisnes, rearranjada por Florence Caillon numa partitura musical moderna, cinco dançarinos de circo formam uma comunidade surpreendente de cisnes.
Entre a ilusão de amor e o reconhecimento do outro, Florence Caillon oferece uma versão de circo coreografado. Uma versão circense contemporânea deste ballet mítico, rico em novos movimentos.
Florence é simultaneamente compositora para filmes e artista de circo, iniciando um circo coreografado, Florence Caillon convida-nos a mergulhar de novo na imaginação deste ballet estreitando ainda mais as ligações entre o movimento circense, a coreografia e a música.
Solos, duetos, trios e movimentos de grupo são alternadamente inspirados pelo comportamento animal e humano, e explora as ligações que unem os seres vivos e formam a base das suas relações.
Este lago, uma metáfora para o nosso mundo de uma forma mais pequena,
fala da fragilidade da vida e recorda-nos a nossa interdependência com o mundo vivo como um todo.

 

Teatro Garcia de Resende
16, 17 e 18 de Dezembro 2022 – 18h30
80′
Sem lugares marcados
informações e reservas:
(+351) 266 703 112 / geral@cendrev.com / www.bol.pt
Bilhete: 8€ (descontos para estudantes, seniores, famílias e grupos)


Meio no Meio

Este passado fim de semana, recebemos a nova criação de Victor Hugo Pontes que reflete um processo de três anos com um grupo de várias gerações proveniente de quatro territórios – Almada, Barreiro, Lisboa, e Moita – ao qual se vieram juntar outros intérpretes profissionais, num trabalho que combina e retrata diferentes percursos artísticos. Acompanhando a vida destes participantes ao longo de três anos, atravessados por uma pandemia, parte das ideias de percurso e de expectativa; de memória e autobiografia; e do movimento incessante de corpos levados ao limite por Victor Hugo Pontes. Às vezes, chama-se ‘futuro’ a esses caminhos, ou somente ‘vida’, ou ‘destino’, ou uma dessas palavras que designa o que aí vem. Meio no Meio usa a documentação e (auto)-reflexão sobre cada uma das vidas retratadas em cena, para construir um mapa afectivo de memórias e possibilidades, fixadas no texto de Joana Craveiro. Tudo isto, ao som da música intensa, mas também intimista, guerreira e libertadora dos Throes + The Shine, que era a música pedida por aqueles corpos.

 

Teatro Garcia de Resende
8 e 9 de Outubro 2022 – 21h30

Sem lugares marcados
informações e reservas:
(+351) 266 703 112 / geral@cendrev.com / www.bol.pt
Bilhete: 8€ (descontos para estudantes, seniores, famílias e grupos)


FIDANC - Festival Internacional de Dança Contemporânea

Entre 14 de setembro e 01 de outubro a cidade de Évora acolhe a edição de 2022 do FIDANC – Festival Internacional de Dança Contemporânea, uma iniciativa da CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora. O FIDANC é um evento anual que apresenta a dança contemporânea na cidade de Évora, impulsionando a dinâmica cultural urbana. A edição de 2022 apresenta em vários locais da cidade de Évora e online um cartaz preenchido por obras de criadores emergentes e criadores com percurso, cujas áreas de trabalho têm como foco as dimensões do corpo, do movimento, da dança contemporânea e da linguagem coreográfica, no cruzamento com outras áreas artísticas e de pensamento. Inspirado na diversidade das linguagens da dança contemporânea e nas tendências das artes
performativas, o FIDANC contribui para a reflexão sobre práticas artísticas na sua relação com as questões da sociedade contemporânea, contribuindo para o estabelecimento de uma plataforma artística, na cidade de Évora, aberta à fruição de práticas artísticas na arte contemporânea.

– 23 SETEMBRO | 21:30 | Teatro Garcia de Resende (sala principal) espetáculo “Threshold” de Mariana Tengner Barros

– 24 SETEMBRO | 21:30 | Teatro Garcia de Resende (foyer)
Curtas de Dança – “MOV4185113.V8” de Fábio Caldeira e João Carvalho, “Permanentemente Vasto” de Amélia Bentes
21:45 | Teatro Garcia de Resende (sala principal) espetáculo (Estreia) “Memórias de Cantadeiras” Grupo de Cantares Paz e Unidade de Alcáçovas e Nélia Pinheiro
Conversa com Nélia Pinheiro após o espectáculo.
Apresentação no contexto do projeto “Dança Inclusão”, inserido no Programa para uma
Cultura Inclusiva do Alentejo Central – Transforma, promovido pela CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central.

– 28 SETEMBRO | 21:30 | Teatro Garcia de Resende (sala principal, palco-bancada) espetáculo “L’Après-Midi d’une Faune” de Dinis Machado

– 01 OUTUBRO | 21:30 | Teatro Garcia de Resende (sala principal)
espetáculo “Segunda 2” de Paulo Ribeiro | Produção Companhia Paulo Ribeiro

Informações e reservas:
(+351) 266 703 112 / geral@cendrev.com
Bilhete: 8€ (descontos para jovens a partir dos 15 anos, séniores, desempregados, estudantes)
Crianças até aos 14 anos: gratuito


Nuestros Nombres

Transitar o universo dos seus personagens, questionar o posicionamento ético destes frente às oposições construção/desconstrução, verdade/mentira e vida/morte, sugere a Pinillos a possibilidade de conjugar a sua linguagem com a de outros coreógrafos em Nuestros Nombres, título que dá nome a este espectáculo. Recorre a uma proposta repleta de obras musicais, com o ponto de partida no período romântico acompanhado de Tchaikovsky, Rachmaninov, Liszt, Saint-Saëns ou Schubert, até chegar aos nossos dias com Astor Piazzolla.

Desde o homem que se enamora de uma mulher desconhecida até ao destino inevitável de uma morte segura, tudo se encontra presente em Nuestros Nombres.

Longe de se encerrarem no presente para falar do que somos o dos tempos que vivemos, Filipa de Castro e Carlos Pinillos, acompanhados pelo Trio Scherzo, propõem uma obra de caráter íntimo, demonstrando que a estética estilizada da dança clássica continua a ser um elemento poderoso de comunicação no momento de plasmar com honestidade a essência do que o ser humano sempre representou.

Por muito que o tempo passe, nunca nada muda a não ser Nuestros Nombres.

 


FICHA TÉCNICA
:

Carlos Pinillos Concepção
Carlos Pinillos e Filipa de Castro Direção Artística
Carlos Pinillos, Remi Wortemeyer, Andreas Heise, Carlos Labiós, Gonçalo Andrade Coreografia
Mercedes Cabanach Piano
César Nogueira Violino
Nuno Cardoso Violoncelo
Tchaikovsky, Schubert, Piazzolla, Liszt, Carrapatoso, Schumann, Bach Música
Julio Martín da Fonseca, Leonor Pinto Coelho e Teresa Roque Voz
Carlos Pinillos Cenografia e Desenho de luz
CARLOS PINILLOS, MICAELA OLIVEIRA, SASCHA THOMSEN, REMI WORTEMEYER Figurinos
MICAELA LARISCH E MICAELA OLIVEIRA Execução de Figurinos

Fotografia: Carolina Lecoq

21 e 22 de Julho de 2022

Teatro Garcia de Resende

 


Lucidez

“…O código genético disso a que, sem pensar muito, nos temos contentado em chamar
natureza humana, não se esgota na hélice orgânica do ácido desoxirribonucléico, ou DNA, tem
muito mais que se lhe diga e muito mais para nos contar, mas essa, por dizê-lo de maneira
figurada, é a espiral complementar que ainda não conseguimos fazer sair do jardim de infância,
(…)
José Saramago, in Ensaio sobre a Lucidez

Ficha técnica:
Direção e Coreografia: Nélia Pinheiro | Bailarinos: Almudena Maldonado, Gonçalo Almeida Andrade, João Costa, Patrícia Main | Sonoridades Adicionais: Gonçalo Almeida Andrade | Figurinos: José António Tenente | Desenho de Luz: Nuno Meira | Produção: CDCE 2022 | Apoio: Centro de Artes de Marvila

CDCE é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura | Direção Geral das Artes | Tem o apoio da Câmara Municipal de Évora

CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora

Fotografia: Carolina Lecoq

17 e 18 de Junho às 21h30

Informações e reservas:
(+351) 266 703 112 / geral@cendrev.com / www.bol.pt
Bilhete: 8€ (descontos para estudantes, séniores, famílias e grupos)