O Senhor Puntila e o Seu Criado Matti

Bertold Brecht (Alemanha, Séc. XX)

Dezembro de 1975

Teatro Garcia de Resende

Centro Cultural de Évora

M/12

60 minutos


FICHA TÉCNICA
:

Texto: Bertold Brecht (Alemanha, Séc. XX) |Tradução: Christine Zurbach, José PEixoto e Mário Barradas | Encenação: Mário Barradas | Dramaturgia: Christine Zurbach | Cenografia e figurinos: Chistian Ratz | Adereços: Dalton Salem Assef | Canções: júlia Babo | Mestra de guarda-roupa: Amélia Varejão | Caracterização: Alice Vasconcelos | Iluminação/desenho de luz: Luís Varela e João Carlos Marques | Direção técnica: António Galhanos | Direção de montagem e construção: António Galhano | Maquinistas: António Galhano, Arsénio Borrucho e Noé Carloto | Grafismos: José Caldeira | Secretariado: Zita Caldeira | Administração: José Caldeira | Adjunto de direção: José Peixoto | Músicos/execução musical: Carlos Areias e Carlos Meneses.
Atores: Mário Barradas, josé Caldeira, Rui Madeira, José Peixoto, Júlia Correia, João Lagarto, Júlia Babo, Fernando Mora Ramos, Manuela Carlos, Clara Joana, Alice Vasconcelos, Leandro Vale, Dantas Lima, josé Água Doce, Rui Peixoto, Arsénio Borrucho, Teresa Gonçalves, Virgínia Francisca, Luís Filipe Rebelo, Maria Santos, Avelino Bento e Amélia Varejão.
Datas em circulação:

Estreia em Julho de 1975 em Évora

Geral: 31 sessões, 13.390 espectadores

Évora: 13 sessões, 5.060 espectadores

Digressão: 18 sessões, 8.330 espectadores