Reflexão – Carolina Pequito

Durante o encontro de Teatro Ibérico em Évora, foi possível agrupar vislumbres de experiências representativas de projetos passados, em comparação com reflexões,
ilações e questões levantadas sobre os espetáculos providenciados, pelo próprio do encontro. Os assuntos discutidos desenvolveram-se a partir de alguns tópicos incitados por membros da companhia CENDREV. De entre os quais o financiamento à cultura, o processo de criação de um espetáculo, a presença mutável do público, módulos para a construção e difusão do encontro de teatro Ibérico. De livre vontade os participantes foram incentivados a expressar as suas opiniões, discordando se necessário.

Relativamente às sugestões solicitadas para o encontro do ano que vem, parece-me favorável a envolvência de temáticas não só relacionadas com Teatro. Como por exemplo, levantar o pano e questionar a pertinência da realização de espetáculos no tempo presente, trazendo para a conversa eventos de alcance regional a global, que se estejam a passar ou que se tenham passado recentemente. Penso que se as tardes tivessem sido direcionadas para a reflexão do atual estado social e principalmente político ressonante, a conversa poderia ser mais focada no real interesse e na urgência deste encontro.

Em tempos de grande mudança governamental as alianças fortificam. Por isso, a convocação de entidades, que se interessam pela Ibéria, pode alargar o público e consequentemente o alcance da conversa. Entidades como historiadores, jornalistas, geólogos, biólogos, químicos, etc. Pessoas cujas investigações pretendem desvendar mistérios da transformação e gênese dos povos Ibéricos. Informações como estas enriquecem o conhecimento sobre o que é a Ibéria, no que se interessa, o que valoriza, as suas lutas, o que perde e o que ganha, as relações vizinhas.

O Teatro é uma experiência enriquecedora para o intelecto porque estimula a curiosidade e a imaginação, ao mesmo tempo que é difusa e subjetiva. Com isto, é natural que as discussões se tornem redutoras e o diálogo ambíguo.
O encontro poderia beneficiar com a partilha coletiva do que se é ser ibérico e das ganas que se tem de fazer teatro na Ibéria.

Carolina Pequito
15 de Outubro de 2023, Évora

2 Comments
jb_admin_2022_2
J-cendrev

Add comment

Informações e reservas:
(+351) 266 703 112 | Contacto

© 2024 Centro Dramático de Évora.
Direitos reservados.

AGENDA 2024

Privacy Preference Center

Utilizamos cookies para personalizar conteúdos e anúncios, para fornecer características das redes sociais e para analisar o nosso tráfego. View more
Accept
Decline